21 de janeiro de 2007

Dia 21 de Janeiro, considerado um dia banal, como tantos outros, onde nada de muito importante aconteceu para a história da humanidade ao longo dos tempos (excepto se formos de Vila do Bispo, distrito de Faro, pois é o feriado municipal). No entanto, e ao contrário do que se pensa, o dia de hoje é marcante para várias áreas como a política, as artes ou a medicina. Eis alguns exemplos:

  • em 1790, A Assembleia Constituinte Francesa proclama o princípio da igualdade dos cidadãos perante a lei;


  • em 1793, o rei francês Luís XVI é guilhotinado, podo fim à monarquia francesa;


  • em 1892, morre o astrónomo inglês John Couch Adams, responsável por importantes estudos sobre a gravitação e o magnetismo terrestre e autor da teoria que levou à descoberta do planeta Neptuno;


  • em 1905, nasce o estilista francês Christian Dior, considerado um dos maiores criadores de sempre, revolucionou a moda do pós-2ª Guerra, o que lhe valeu prestígio internacional e um império multi-milionário. Hoje, a casa Dior, nas mãos do estilista John Galliano, continua a deslumbrar com as suas peças ultra-femininas de alta-custura;


  • em 1912, nasce o bio-químico alemão Konrad Emil Bloch, prémio Nobel da medicina em 1964;


  • em 1924, morre Vladimir Ilyich Ulynov (Lenine), líder do Partido Comunista e primeiro presidente do Conselho dos Comissários do Povo da URSS. Foi um dos impulsionadores da Revoluçao Comunista de 1917 que inspirou através das suas teorias políticas (Leninismo);


  • em 1941, nasce o tenor hispânico-mexicano Plácido Domingo, um dos Três Tenores;


  • em 1950, morre o escritor inglês Georges Orwell, conhecido pela sua obra de sátira política "Animal Farm" ("O Triunfo dos Porcos", em português), onde critica a filosofia comunista;


  • em 1954, morre Cecil B. DeMille, famoso cineasta norte-americano;


  • em 1977, morre o poeta italiano Sandro Penna

«La luna che nel cielo era assopita

entra nella mia stanza così viva

che il mio sesso sussulta e si nasconde.

Ride il fanciullo e candido si mostra

dicendomi «vergona di una luna!»»

4 comentários:

Anónimo disse...

Plácido domingos? é o plural do plácido domingo?

Jones disse...

meu caro anonymous foi apenas um lapso da minha parte. mas agradeço a chamada de atenção e fico feliz por saber que aprecia esse grande tenor (ou pelo menos assim o espero)

James disse...

em 1895, nasce Cristóbal Balenciaga (não podia deixar de evidenciar, já que a minha cara amiga Jones refere Christian Dior). Pois é, mais um fashion dictator que nasceu em Espanha, mas é conhecido como um designer francês e que aos 20 teria já a sua firma...
Agora Balenciaga é uma marca, mais que um homem, mas sempre um nome de irreverência, ou pelo menos de destaque, já que é esse lugar que as suas colecções ocupam: um lugar de destaque!

Romã disse...

este dia deve ter um alinhamento dos astros especial devido a esse rol de acontecimentos fantasticos que descreveste. se me permites, cara Jones, vou acrescentar mais um: 21 de Janeiro de 2007, a minha gripe existe de maneira efusiva.

um bem haja ao Galliano e ao Lenine!